quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

A Matilha Cresceu

 

Alegria (77)

Com vocês: a ALEGRIA

Hoje não estou aqui pra falar de mim. Bom, não diretamente. Estou aqui para dar uma notícia que alguns de vocês já sabem: a matilha aqui de casa cresceu!!! Isso mesmo: a família aumentou. Temos mais uma moradora na casa. Eu ganhei uma irmãzinhaaaaaa!!!

Sim, estou eufórica....mas, ao mesmo tempo desconfiada. Sabe como é, né? Fui filha única por quase 7 anos, centro das atenções, foco de todo amor, carinho e dedicação...companheirona de todas as horas da minha mamys.

Mas, na vida, a gente tem que aprender a dividir, né? Compartilhar também é bom. Inclusive para os caninos, como eu....E o coração da minha mamys é tão grande que ainda tem muito lugar para ser ocupado.

Pois bem, eis aqui a Alegria...em pêlos e ossos....e energia de sobra. Affff como tem energia, essa bolinha de pêlos ahahahah. Eu não me lembro de ter sido assim quando era baby....mas também, se lembrassse, não ia confessar....ehehehe

Filha do Lucca, um lindo exemplar da raça Golden Retriever, a Alegria foi um presente da Tia Sandra Umeda para nós. E que presente!!!

E no auge dos seu 40 e poucos dias de vida, ela tem energia de sobra...e muita curiosidade, e vontade de explorar o mundo. Um mundo totalmente novo para ela.

Alegria (166) Alegria (79) 

Vai chegando…e vai chegando….

Alegria (81) Alegria (84)

    Será que vai se aproximar??                                    Aproximou!!!              

A adaptação de um filhote exige cuidados e preparos especiais...e isso a minha mamys está dando conta direitinho....tem que preparar um enxovalzinho básico para receber o filhote, organizar o espaço, verificar se há objetos perigosos (pois filhotes exploram com as patas e a boca também), programar a vacinação, decidir alimentação, etc.... mas essas coisas, a minha mamys tira de letra pois já passou por tudo isso quando eu entrei na vida dela e também já leu muita coisa e estudou muito sobre o assunto. (veja o texto do meu Blog: A Adaptação à Uma nova Vida). No caso da chegada da Alegria, havia um fator a mais: a apresentação e introdução do novo integrante aos demais membros da matilha...no caso, eu!!

 

Pausa para Explicação didática

(Meu Blog também é aprendizado!!)

Quando já há um outro animal na casa onde o filhote irá morar, é preciso algum preparo e técnicas simples para que a apresentação desses dois animais seja tranquila e permita uma rápida introdução do filhote (ou novo animal) à matilha. Quando o primogênito se sente ameaçado a perder o trono para um novo filhote que chega à casa, o clima pode  esquentar! Por isso, a socialização é importantíssima!!

Antes da chegada do novo filhote, o primeiro passo é preparar o ambiente e o cão mais velho. O ambiente precisa ser calmo para passar tranquilidade aos cães. Uma caminha, água à vontade, ração de boa qualidade e, claro, muito carinho são essenciais para uma boa adaptação. Prepare o “primogênito” gradativamente com brinquedos e paninhos que tenham o cheiro do filhote para que ajude o pet a identificar o odor do novo morador.

É preciso se certificar de que o animal já existente goza de boas condições de saúde e está vacinado. Antiparasitário e vermífugo também devem estar em dia, pois o filhote, provavelmente ainda não terá a imunização completa. Por essa razão esse ponto é muito importante.

Na primeira aproximação, normalmente, a energia e a reação do dono terão um impacto enorme na reação dos animais, na hora do encontro de socialização. Portanto, controle a ansiedade e seja firme, com ambos. Caso o cão mais antigo se mostre reticente no início, pegue o filhote e apresente-o ao outro cão, primeiro pelo traseiro, permitindo ao cão adulto cheirar até ficar relaxado e confortável perto dele.

Passado esse primeiro contato sem maiores transtornos, permita que os dois se cheirem para que se conheçam melhor e que o mais velho entenda que aquele filhote não é uma ameaça.

Ainda que tudo corra bem nesse primeiro contato, nos primeiros dias, o filhote deve ficar em um local isolado e seguro, separado do outro peludo, quando não houver supervisão do dono.

Jamais deixe os animais sem a supervisão de uma pessoa, pois, dependendo da diferença de tamanho entre os cães, uma briga pode se tornar mais intensa ou mesmo uma brincadeira pode tomar uma intensidade perigosa. Animais de porte grande não têm noção da força e, mesmo que brincando, podem machucar o outro.

Garanta que ambos tenham espaço suficiente para que se entrosem e que também tenham aquele momento “cada um no seu canto”.

Brigas podem acontecer, e sempre partem do cão mais velho, pois filhotes tentam apenas brincar. Para evitá-las, nunca deixe objetos pessoais do outro cão com o novato, principalmente próximo à sua comida, afinal, o novo animal estará extremamente curioso, enquanto o mais velho pode não gostar da atitude e reagir de forma agressiva.

O momento mais tenso costuma ser a hora da refeição, quando a incidência brigas é maior. No começo, deixe-os comer em ambientes separados para que um não roube a comida do outro, principalmente o filhote, que come mais rápido e pode querer roubar o prato do mais velho. Aliás, essa separação é essencial, pois pode ser um termômetro da aceitação do mais velho. Se ele estiver se alimentando, significa que está tranquilo com a chegada do novato.

Alegria (167) Alegria (178)

E vai tomando espaço….

Sim, a adaptação de um novo filhote pode não ser tão simples...tudo depende do temperamento do membro antigo, do nível de energia do filhote, da forma como essa apresentação é feita....as vezes acontece um “amor à primeira vista” e logo se tornam melhores amigos ou irmão da vida inteira.....as vezes não é tão rápido assim, a coisa tem que ser feita aos poucos e com alguma paciência.... Claro que, com o temperamento forte que tenho e a minha personalidade dominante, eu não iria ceder espaço tão facilmente, né? Meu coração é mole, sou do bem....mas um pouco de respeito é sempre bom...ehehehe.

A Alegria foi trazida aqui pra casa e devidamente apresentada à mim. Logo a minha mamys estabeleceu os espaços de cada uma e passou a mostrar a hierarquia com algumas ações como, por exemplo, servir a refeição primeiro para mim e depois para ela. Então, a gente está se entendendo aos pouquinhos. Eu deixo ela se aproximar, mas ainda não muito....até porque, a criatura tem uns dentinhos mais afiados do que faca de cortar sushi e a péssima mania de usá-los para tudo.....afff filhotes têm esse hábito irritante!!! Melhor deixar minha mamys cuidar desse assunto, por enquanto... rssss. No fundo, no fundo, eu já me apaixonei. Ela é muito fofa e já irradiou a nossa casa com ainda mais luz e, como o próprio nome diz, trouxe ainda mais alegria para nossas vidas. Acho que está aí, uma das principais missões da vida desta pequenina.

Além disso, ela também fará parte da nosssa equipe de trabalho na Turismo 4 Patas e se tornará uma “auventureira” como eu. Porque a “peluda” aqui já está caminhando para os 7 aninhos e, claro que, com a idade, a energia vem diminuindo (ao contrário da Alegria) e alguns probleminhas de saúde surgem (já falei para vocês da Displasia e outros problemas na coluna que venho enfrentando, neste post AQUI )...daqui a pouco, terei que me aposentar. Mas isso não significa que sairei da estrada, não!!! Só que farei roteiros mais adequados à minha condição e única e xeclusivamente por diversão (como se eu não me divertisse trabalhando, né?!). Mas....como esse dia ainda não chegou, e, até que ele chegue, eu continuarei no comando (depois da minha mamys, claro!), vamos deixar as regras bem claras para essa espoletinha que acaba de chegar...ehehhee

Alegria (212)

Essa pequena vai me dar trabalho!!

 

REGRAS DA CLÉO PARA A ALEGRIA

- Eu cheguei primeiro!! NUNCA, nem pense em se esquecer disso.

- Comida, para os peludos, é que nem religião, política e time de futebol para os humanos: cada um tem a sua!!!

- Eu sou a Cãosultora de viagens e aventuras Caninas da Turismo 4 Patas.....você é a estAUgiária Animal, certo?

- Ok, pode ficar com todos os brinquedos....mas eu fico com todas a bolinhas!!

- A partir de agora, todos os “puns” serão seus....seja em casa ou no carro.

- Quando a mamys chamar “amor da minha vida”, ela está se referindo à minha criatura....você que trate de arranjar um outro apelido com a mesma importância.

- Quem escreve para esse Blog sou eu! (Mesmo que seja para falar de você)

- Quem tem Fuçabook também sou eu (ok, deixo você aparecer algumas vezes)

- Você não tem idade para saber lidar com finanças...então, eu cuido dos seus ossinhos, petiscos e outros pagamentos, quando você começar a trabalhar.

- As bandanas são minhas (mas eu posso te emprestar algumas...as mais velhas, claro!)

- E, por último, eu sou sua irmã mais velha e, como tal, tenho que ser respeitada e você tem que me obedecer. Mas estarei sempre ao seu lado, para te ensinar, te orientar e te proteger (pronto, me entreguei de vez)

 

Alegria (221_1)

Agora somos três!!!

 

Em breve, publicarei mais posts sobre a nossa adaptação.

Lambeijos da Cléo, com Alegria ;-)

 

Fontes: “Como criar o Cão perfeito desde filhotinho” (Cesar Millan e Melissa Jo Peltier) e “Caõ de Família” (Alexandre Rossi e Alida Gerger)

Fotos: Larissa Rios

4 comentários:

  1. Oi Larissa... nós estamos felizes por vocês... Só o nome Alegria já diz tudo... Uma irmãzinha para a Cléo, foi uma ótima decisão, isso mostra o quanto tudo isso deu certo... Parabéns pela linda família... lambeijos... E seja muito bem vinda, Alegria... Uhuuuuuu

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Brisa, Cleo e mamys!!!
    Lambeijos

    ResponderExcluir
  3. Que felicidade, a familia aumentando é sempre bom demais.
    Que vcs sejam muito felizes, agora quero ver a primeira trilha dela. Pega leve com ela hein Cleo, vc já é veterana.

    Lambeijos

    Cesar, Rita, Pitucha, Skipper e Nikitta.

    ResponderExcluir
  4. Pode deixar, Tio Cesar...vou colocar ela na linha....ops, na trilha!!! ehehehe
    lambeijos e obrigada

    ResponderExcluir