quinta-feira, 28 de maio de 2015

Fisioterapia Animal


Essa é a melhor parte: o alongamento



Já contei, aqui no Blog, que há um tempinho atrás fui diagnosticada com displasia, né? De lá pra cá, descobrimos também a artrose e a artrite... enfim, alguns males que, infelizmente, acabam aparecendo (sem ser convidados) com o passar dos anos...

Minha mamys tem feito de tudo e mais um pouco para me proporcionar uma boa qualidade de vida, diante das limitações que essas doenças acabaram me impondo.

Acupuntura, cuidados especiais na alimentação, suplementos, controle de peso, diminuição de alguns exercícios, mudanças estruturais em nossa casa, transplante de célula tronco, implantes de ouro, ozonioterapia... e por ai vai. A lista é imensa, exige muita dedicação, investimento financeiro, mas o ingrediente principal é de graça e em abundância: o amor. E, em nome dele, e de toda a nossa historia de companheirismo, minha mamys não mede esforços.

Eu decidi contar pra vocês um pouquinho de cada uma dessas terapias e cuidados especiais que surgiram e mudaram bastante a minha vida. Quero compartilhar com vocês como tem sido a minha experiência, o que tem surtido efeito, o que não tem surtido tanto, enfim, quero que vocês saibam que enfrentar a displasia e as demais doenças articulares que surgem com o avanço da idade é difícil, mas não é impossível. Existem muitas opções de coisas que se pode empregar nessa batalha. Tudo depende do tipo de lesão, da disponibilidade de tempo e das condições financeiras de cada um. O importante é não deixar a “peteca cair”, se empenhar e sempre buscar um auxilio veterinário!!

Pois bem, já falei AQUI neste post sobre a Acupuntura Animal e hoje vou falar um pouquinho sobre a fisioterapia. Pois é, existe sim, a fisioterapia animal. Que deve ser exercida por um médico veterinário com especialização. Aliás, essa foi outra descoberta que fiz: o fisiatra veterinário.
Alongando as patinhas


A maninha, Alegria, relaxou por tabela

Com muito carinho e cuidado, respeitando o limite


Hi, dormi!!

Para quem não sabe, o fisiatra é um médico especialista em fisiatria ou Medicina Física e de Reabilitação (MFR). Portanto, um médico veterinário que, após a sua formação, pode optar pela especialização em Fisiatria veterinária e, assim ter condições de avaliar o animal em sua anatomia, biomecânica, fisiologia, patologia clínica e cirúrgica.

A fisioterapia aplicada à Medicina Veterinária consiste na utilização de aparelhos ou meios físicos que permitem um efeito anti-inflamatório, analgésico, relaxante muscular e fortalecimento muscular. É indicada em casos de enfermidades ortopédicas e neurológicas, e também no controle da obesidade e na manutenção do condicionamento físico.  Ou seja, animais com quadros de dor aguda, traumas, quedas, paralisias, recuperação pós-cirúrgica ou que estejam gordinhos (e muitos outros casos) podem ser beneficiados pelos efeitos da fisioterapia. Em animais mais experientes, como eu (ok, idosos! Grrrr), a fisioterapia ainda ajuda a manter a força muscular e a amplitude de movimentos, melhorando a defecação (cocô) e a micção (xixi), facilitando assim o dia a dia deles e de seus donos.

E mais: a fisioterapia também pode ser utilizada de forma preventiva!! Ou seja, não é preciso que o animal tenha algum problema de saúde. Ele pode, por exemplo, utilizar os métodos para fortalecimento muscular, se for um animal atleta ou bastante ativo, para prevenir futuras lesões e desgastes articulares. Se eu soubesse disso antes...

E, ao contrário do que eu pensava, a fisioterapia não se limita somente aos exercícios em esteira ou piscina não! (bem que eu gostaria de ficar numa piscininha o tempo todo ehehe). São usados também aparelhos de laserterapia, magnetoterapia, fototerapia, eletro estimulação transcutânea, eletroestimulação muscular, neuro recrutamento muscular, hidroterapia cinesioterapia e termoterapia.  Affeeeee quanta coisa, né?!

E ainda podemos fazer exercícios super simples com comandos como “Senta e levanta” que, além de fortalecer a musculatura, fortalece também a comunicação “dono x animal”.

Exercícios de movimentação

Exercícios de fortalecimento
video

Bom, no meu caso – problemas articulares e ortopédicos -, até o momento, eu e o Tio Wendel (meu fisiatra – que chique!), utilizamos métodos e aparelhos que atuam no controle da dor e no aumento da minha resistência muscular.

Nas primeiras sessões, sempre que o tio Wendel chegava em casa, eu estava em crise, com muita dor e manqueira. Então, ele usava um aparelho chamado TENS. É uma caixinha com alguns fios que, ligados às partes doloridas do meu corpo, através da eletroestimulação, me proporcionava analgesia e relaxamento muscular utilizando diferentes frequências de onda. Eu até cochilava.... Mas eu roncava mesmo era quando ele fazia massagem e alongamento. Ehehehe

Agora, que já estou me sentindo melhor, estamos conseguindo, aos pouquinhos, introduzir a Cinesioterapia, através de exercícios de fortalecimento muscular com o auxílio de tábua de equilíbrio e também movimentações com base em comandos.

Bom, vou deixar quem realmente entende do assunto falar um pouquinho... vejam o que diz o Tio Wendel nessa entrevista que fiz com ele:


1)      Tio Wendel, me diz uma coisa, qual é mesmo o objetivo dessa tal de Fisioterapia Preventiva?

O objetivo da Fisioterapia preventiva é preparar de maneira controlada a condição dos músculos, articulações, Ligamentos, tendões e sistema cardiovascular para a prática de esportes ou exercícios que exijam maior esforço pelo animal, tornando estes menos propensos a desenvolverem lesões relacionadas ao esforço físico.

2)      Ela é indicada para quais animais? No caso dos caninos, como eu, existem raças mais indicadas?

Bom, a fisioterapia pode ser aplicada em diversas espécies e no caso dos caninos não existem raças mais indicadas do que outras, ou seja, todas as raças se beneficiam do tratamento.

3)      Quais os principais exercícios / terapias utilizados?

Dentro da especialidade podemos citar alguns dos principais exercícios como o alongamento de grupos musculares, para manter estes saudáveis e preparados para o exercício além de manter a amplitude de movimento das articulações.

Para fortalecimento muscular: o uso de faixas elásticas (Thread band), exercícios controlados em solo e o uso da Hidroesteira conferem o fortalecimento muscular com baixo impacto nas articulações.

4)      E quanto aos benefícios, quais os principais notados num cão?

 No cão que tem o acompanhamento fisioterápico é notável a maior disposição para o exercício e sua resistência a este. Mas o que devemos lembrar é que este animal será menos propenso a desenvolver lesões relacionadas ao exercício.


O Dr Wendel Lemos Passiani é Médico Veterinário Fisiatra, com CRMV: 30031, Pós Graduado em Fisioterapia Veterinária e atuou em centros de referência em São Paulo e também através de atendimentos particulares. Contato: vet.wendel@gmail.com

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Carnaval Radical


Pronta pra folia: seu nome é ALEGRIA
 
E o mês de fevereiro tem carnaval... como não poderia deixar de ser, a folia da Turismo 4 Patas tinha que ter muita aventura, natureza e diversão... uma verdadeira folia para cães e donos.
E assim foi o nosso mês carnavalesco... começou com um rafting e terminou com um boiacão, passando por um water trekking animal, tudo isso nas águas do Rio Juquiá.
Foi na cidade de Juquitiba, a cerca de 70 km da capital paulista, mais precisamente na base Rio Abaixo Rafting, nosso parceiro operacional, que realizamos os eventos Pet´s Adventure 24 e Pet´s Adventure 25, respectivamente.
Nem vamos nos prolongar nos relatos porque temos a certeza de que as imagens e os vídeos que preparamos já traduzem exatamente o clima que dominou nos dois eventos: Alegria total!!
Que o diga a nossa mascote, né Alegria?! ;-)
 
Turismo 4 Patas

    Pet´s Adventure 24  

 
Equipados….
 
… posicionados…


… Rio Abaixooooo!!!


Matilha Radical!
 
 
Clique Aqui e veja mais fotos deste evento na Galeria do Flickr do Portal  Fotos: Larissa Rios (Turismo 4 Patas), Nativos do Vale, Carolina Mello, Miriam Aparecida


  Pet´s Adventure 25

 

Iupiiiii!

 
Instruções e largada!

 
Water Trekking

  
 
 
 

Tem colinho e chameguinho

 
 
Agora é a vez do boiacross…

 
 
Todos em suas bóias… peraí, não é essa não!!! rsss

 
 
Instruções e segurança de apoio



  
Será que eles curtiram?!
 

Olha só que visual!
 

Fotos: Larissa Rios (Turismo 4 Patas), Nativos do Vale, Fanny Catelli, Carolina Mello


Clique Aqui e veja mais fotos deste evento na Galeria do Flickr do Portal


  E veja ainda nossos vídeos no nosso CANAL DO YOU TUBE  

Apoios:
Revolution - Cerenia - Brother´s Dog - Dog´s Care - Keldog - Panela da Bela - Wouf Store - Capym Store - Pet Games - Surya Brasil - Mug Boss

   
OBS: Não é permitida a utilização, reprodução ou cópia – total ou parcial – de texto e imagens deste Blog sem a autorização do autor