quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

SELO PET FRIENDLY PARA RESTAURANTES - BISTRÔ VEGANO “TROQUEI FRITAS POR SALADA”

      

Quem conhece e acompanha o trabalho da Turismo 4 Patas sabe que atuamos no mercado buscando sempre um crescimento sustentável do movimento pet friendly. Ou seja, atendemos ao público – que são os tutores de pets – levando indicações de locais onde seus mascotes são bem vindos e também informações que os conscientizem sobre a importância de educarmos nossos animais e sermos responsáveis pelo comportamento e conduta deles, especialmente quando frequentamos locais públicos, onde nem todos os frequentadores são pet lovers. Por outro lado, sabemos que é imprescindível o preparo e a qualificação dos locais que se dispõem a receber esse público, através do treinamento dos seus funcionários e/ou da adaptação dos seu serviços e estrutura. Desta forma, todo mundo convive e compartilha dos espaços em harmonia.

Essa é a proposta do SELO PET FRIENDLY da Turismo 4 Patas: preparar e qualificar estabelecimentos pet friendly mostrando para eles a diferença entre “aceitar e receber”.
Até agora, nosso Selo era concedido somente aos meios de hospedagem. Hotéis e pousadas que se adequaram aos critérios estabelecidos e cujos funcionários passaram por um treinamento com um representante da T4P.

O mercado pet friendly vem crescendo e a oferta de restaurantes e outros tipos de estabelecimentos acompanham essa expansão. Eles também precisam se preparar, pensei eu. E assim, surgiu o nosso SELO PET FRIENDLY para restaurantes. Com um processo bem mais simples do que os meios de hospedagem se submetem, mas não menos qualificado. Um estabelecimento que se dispõe a se certificar através de uma empresa especializada, mostra, antes de tudo, respeito pelo público que ele se propõe a receber. Isso mesmo, ele quer RECEBER! E com certeza fará isso com muito mais preparo, qualidade e segurança, pois aprenderá com a nossa experiência e nossos conhecimentos, que serão compartilhados através do nosso treinamento e consultoria constante.
 
                                                                                        Hospitalidade Animal  
 Expo Celebridade Vira Lata
                                                              Feira de Adoção Amiguinhos de São Chico    
                                                                                           Stand CatLand
 
Os "cãovidados"

E assim foi a estréia do nosso SELO para restaurantes: numa tarde animal, inaugurando o deck pet friendly do “Bistrô Troquei Fritas por Salada”. O restaurante oferece alimentos funcionais e vegetarianos, além de ter muitos produtos veganos e sem glúten. O cardápio conta com opções de café da manhã, almoço e jantar, além de lanches de pré e pós-treino. Oferece ainda geleias artesanais, chocolates funcionais, sucos naturais, salgados integrais e cafés, do tradicional espresso ao capuccino com leite tradicional ou vegetal. O deck frontal foi equipado com ganchos para segurar as guias dos pets, dispenser cata-cacas patrocinado pela Turismo 4 Patas e Keldog, lixeira exclusiva para dejetos animais e tigelas com água fresquinha. Sem falar na hospitalidade...ah, podem chegar, cães de qualquer porte são muito bem vindos nas mesas do deck!

A tarde teve direito ainda a stands da Ong celebridade ViraLata e Catland, animais para adoção do Abrigo Amiguinhos de São Chico, biscoitos Panela da Bela e organização da C2m Gestão da Hospitalidade. A academia Pro 120 Moema é o point.
 
Entrega do 1º SELO PET FRIENDLY da T4P para restaurantes no Brasil

                                          
 
Endereço: Praça Nossa Senhora Aparecida, 76, Moema  - São Paulo (SP)

Veja mais informações AQUI
 
oferece alimentos funcionais e vegetarianos, além de ter muitos produtos veganos e sem glúten. O cardápio conta com opções de café da manhã, almoço e jantar, além de lanches de pré e pós-treino. Oferece ainda geleias artesanais, chocolates funcionais, sucos naturais, salgados integrais e cafés, do tradicional espresso ao capuccino com leite tradicional ou vegetal

Larissa Rios
Turismóloga e Fundadora da Turismo 4 Patas

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

TEM CACHORRO NO SALÃO


Fiquei bem de recepcionista canina?
 
Tudo começou quando a Juliana Tsai, relações públicas do Headmasters, o mais luxuoso e moderno salão de beleza do bairro do Ipiranga (em São Paulo, capital), decidiu levar sua mascote Pi, uma cachorrinha da raça Maltês, para o trabalho.

O Headmasters pertence a 4 sócios, todos eles tutores e apaixonados por animais. Então, a ida da Pi para o trabalho, juntamente com sua dona, não causou nenhum estranhamento entre a equipe de funcionários. Tampouco causou reações adversas entre os clientes. Ao contrário! Aos pouquinhos, outros mascotes começaram a “dar o ar da graça” entre secadores, esmaltes e salas de depilação. E assim, sem nenhuma estratégia elaborada, o Headmasters tornou-se um salão de beleza pet friendly.

A equipe da Turismo 4 Patas recebeu o convite da Juliana para uma visita ao estabelecimento e, confesso que, em principio, encarei mais como um desafio do que uma simples visita, pois a ideia de levar um animal de estimação para um salão de beleza não me parecia muito adequada. E, desafio maior ainda, seria fazer essa visita com a nossa mascote Alegria, uma “pequenina” e serelepe Golden Retriever de quase 40 kg.

 Sala reservada, caso seja necessário. E a Juliana, rendida aos encantos da Alegria ;-)

Petiscos e kit de utilidades
 
De cara, o Headmasters já quebrou logo um tabu ainda muito presente (infelizmente) na maioria dos estabelecimentos que aceitam animais: lá, qualquer cães, de QUALQUER PORTE ou RAÇA, são muito bem-vindos. MESMO! O importante é que o animal seja comportado, dócil com outras pessoas e sociável com outros cães.  “Acreditamos e confiamos no bom-senso dos tutores”, me respondeu Juliana. E, segundo ela, nunca houve qualquer problema ou incidente por ali.

Vez ou outra, é verdade, alguma cliente menos chegada a animais deixa escapar uma expressão ou postura que indica o desconforto com a situação (normal! Nem todo mundo gosta de animais e há pessoas que têm medo. Todos devem ser respeitados) e, quando isso acontece, a equipe prontamente sugere para o animal e sua tutora alguma sala mais reservada, onde poderão ficar a vontade.
 "Deixa a minha mamys bem ainda mais bonita, tá tio?"
 
"Affff que soninho. Quando é a minha vez?!"

O animal pode ficar solto, se assim for de preferência e é bastante paparicado com petiscos, água fresquinha e muito carinho. Um kit com produtos chave como tapetinho higiênico, fraldas para cães e pó seca-xixi fica sempre a postos, caso seja necessária a utilização.

E, para minha surpresa, a Alegria se comportou muito bem. Ficou tranquila, deitada (pra não dizer, esparramada) no chão fresquinho do salão, enquanto o Maurício Kitahara (um dos sócios) cuidava dos meus cabelos. De vez em quando ia cumprimentar algumas clientes e voltava ao seu posto para receber carinhos. Ficamos ali por cerca de 1 hora e por todo tratamento que ela recebeu e qualidade do ambiente, ao contrario do que eu pensava, não foi uma experiência estressante ou entediante para ela.

Como sempre dizemos, para qualquer local a ser visitado com o seu pet, é preciso certificar-se de que o programa seja adequado ao perfil do seu animal. Tenha a certeza de que não colocará em risco a segurança e o bem-estar dele. Assim como também a segurança e o bem-estar de outros frequentadores. Eduque o seu mascote, o tenha sob controle e assuma uma dose de bom-senso. Desta forma, vocês poderão frequentar qualquer ambiente juntos... até mesmo um salão de beleza! ;-)
 Água fresquinha e muito carinho
 

Sobre o Estabelecimento:
Headmasters, o mais luxuoso e moderno salão de beleza do Ipiranga, busca trazer aos seus clientes o que há de melhor no mundo em tratamentos e cuidados para os cabelos.
Temos uma equipe de profissionais altamente qualificados, formados e especializados pelas mais conceituadas academias, sempre prontos para lhe atender e superar suas expectativas.
Trabalhamos em parceria somente com as mais renomadas marcas do mercado. L'oreal, Redken, Kérastase e Wella, sempre buscando excelentes resultados.

 
Com o Maurício Kitahara: Prontinhas!!!


Saiba mais sobre o Headmasters e sua politica Pet Friendly em nosso site. Clique Aqui

 

Larissa Rios

Turismo 4 Patas

 

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

AMOR NÃO TEM IDADE


 
Já estou com a fuça toda branquinha
 
Pois é, o amor não tem idade. Não tem tamanho, não tem cor, não tem religião, não tem fim. Pelo menos não deveria ter. Pelo menos, para mim, não tem.

Os anos passam. Passam rápido. Lembro, como se fosse ontem, de quando eu era uma bolinha de pelos...quando estava ainda em meio aos meus irmãozinhos caninos, quando vi minha dona pela primeira vez e a escolhi. Contei isso para vocês AQUI no blog, e parece que foi ontem que escrevi aquele texto. De lá pra cá, tanta coisa aconteceu. Tanta coisa eu vivi. E aprendi. E outras me neguei a aprender, por pura birra mesmo ehehhe

A idade avança, marca presença e, com ela, algumas coisas mudam. Todos os seres evoluem com o tempo, inclusive nós, caninos. Às vezes a idade nos traz coisas boas, experiência, maturidade, tranquilidade. Outras vezes, nos traz algumas penalidades físicas, doenças, limitações. É a regra do jogo, é natural da vida.

No auge dos meus 8 aninhos e mais alguns meses, eu já não sou mais aquela cachorra que topa qualquer parada. As vezes eu prefiro ficar na minha, tirando uma soneca mesmo. Já não posso me aventurar por qualquer trilha, meus passos não são mais tão seguros. São meio cambaleantes e, muitas vezes, manco bastante por conta das dores que a displasia e as artroses e artrites que a idade me trouxe. Já não sou mais tão tolerante, resmungo, dou broncas. Não corro enlouquecidamente atrás da bolinha jogada... até tento, mas não consigo. Necessito de cuidados especiais, alimentação especial, tratamentos e terapias que ocupam bastante o tempo da minha dona e dão uma certa desequilibrada na conta bancária dela.

Mas eu também me doei inteiramente, enquanto pude. Eu fui aquela que se enfiou no meio do mato, inúmeras vezes, para desbravar trilhas desconhecidas com ela. Eu fui a que a inspirou e motivou a criar e seguir em frente num projeto profissional de coração. Eu a acompanhei, inúmeras vezes, trote a trote, em suas corridas, porque ela precisava se exercitar... eu não, sempre fui esbelta eheheh. Eu me jogava, sem pestanejar, sem nem olhar de onde, quando ela atirava uma bolinha, só pra ver o seu sorriso no rosto. E fui eu quem lambeu suas lágrimas tantas vezes que a vi chorar. Eu tenho o dom, até hoje, e cada vez mais afinado, de tranquiliza-la somente com o olhar. E é com esse olhar que quero dizer para ela que, assim como eu fiz caninamente a minha parte, ela vem fazendo humanamente a sua. Retribuindo, com a mor e cuidado, todo amor e cuidado que eu dediquei a ela toda a minha vida. Que sou muito grata por ter encontrado uma dona como ela. Que, infelizmente, nem todos os meus “irmãos de pelos” têm a mesma sorte que eu... muitos, quando chegam a minha idade, são abandonados à própria sorte ou não recebem os cuidados necessários. Porque dá trabalho, porque tem custos ou porque os seus donos não estão a fim de lidar com isso. Eles não se atentam para o fato de que, um dia, também serão idosos, e, em suas devidas proporções (considerando a diferença entre humanos e animais) terão as mesmas necessidades de cuidados.

Hoje fiquei muito feliz quando minha dona me falou que assistiu o video “Novo Amor Velho”, idealizado pela Animália Fotografia de Animais, projeto que une fotografia de animais de estimação e produções audiovisuais voltadas a causa animal. O curta-documentário relata e explora o mundo dos cães que são descartados na rua porque ficaram "velhos demais", mas também conta como esses velhinhos são resgatados por mulheres maravilhosas, que dão amor e dignidade até o fim de suas vidinhas!



Pois é, a minha dona já tem a velhinha dela. Quem sabe você, que está lendo esse texto agora, não considera a possibilidade de ter um velhinho em sua vida também?


Velhinha e muito feliz!
 
 
Veja o Video “Novo Amor Velho” e se emocione!



  Para conhecer melhor o projeto Animalia, clique AQUI


  Cléo

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Fisioterapia Animal


Essa é a melhor parte: o alongamento



Já contei, aqui no Blog, que há um tempinho atrás fui diagnosticada com displasia, né? De lá pra cá, descobrimos também a artrose e a artrite... enfim, alguns males que, infelizmente, acabam aparecendo (sem ser convidados) com o passar dos anos...

Minha mamys tem feito de tudo e mais um pouco para me proporcionar uma boa qualidade de vida, diante das limitações que essas doenças acabaram me impondo.

Acupuntura, cuidados especiais na alimentação, suplementos, controle de peso, diminuição de alguns exercícios, mudanças estruturais em nossa casa, transplante de célula tronco, implantes de ouro, ozonioterapia... e por ai vai. A lista é imensa, exige muita dedicação, investimento financeiro, mas o ingrediente principal é de graça e em abundância: o amor. E, em nome dele, e de toda a nossa historia de companheirismo, minha mamys não mede esforços.

Eu decidi contar pra vocês um pouquinho de cada uma dessas terapias e cuidados especiais que surgiram e mudaram bastante a minha vida. Quero compartilhar com vocês como tem sido a minha experiência, o que tem surtido efeito, o que não tem surtido tanto, enfim, quero que vocês saibam que enfrentar a displasia e as demais doenças articulares que surgem com o avanço da idade é difícil, mas não é impossível. Existem muitas opções de coisas que se pode empregar nessa batalha. Tudo depende do tipo de lesão, da disponibilidade de tempo e das condições financeiras de cada um. O importante é não deixar a “peteca cair”, se empenhar e sempre buscar um auxilio veterinário!!

Pois bem, já falei AQUI neste post sobre a Acupuntura Animal e hoje vou falar um pouquinho sobre a fisioterapia. Pois é, existe sim, a fisioterapia animal. Que deve ser exercida por um médico veterinário com especialização. Aliás, essa foi outra descoberta que fiz: o fisiatra veterinário.
Alongando as patinhas


A maninha, Alegria, relaxou por tabela

Com muito carinho e cuidado, respeitando o limite


Hi, dormi!!

Para quem não sabe, o fisiatra é um médico especialista em fisiatria ou Medicina Física e de Reabilitação (MFR). Portanto, um médico veterinário que, após a sua formação, pode optar pela especialização em Fisiatria veterinária e, assim ter condições de avaliar o animal em sua anatomia, biomecânica, fisiologia, patologia clínica e cirúrgica.

A fisioterapia aplicada à Medicina Veterinária consiste na utilização de aparelhos ou meios físicos que permitem um efeito anti-inflamatório, analgésico, relaxante muscular e fortalecimento muscular. É indicada em casos de enfermidades ortopédicas e neurológicas, e também no controle da obesidade e na manutenção do condicionamento físico.  Ou seja, animais com quadros de dor aguda, traumas, quedas, paralisias, recuperação pós-cirúrgica ou que estejam gordinhos (e muitos outros casos) podem ser beneficiados pelos efeitos da fisioterapia. Em animais mais experientes, como eu (ok, idosos! Grrrr), a fisioterapia ainda ajuda a manter a força muscular e a amplitude de movimentos, melhorando a defecação (cocô) e a micção (xixi), facilitando assim o dia a dia deles e de seus donos.

E mais: a fisioterapia também pode ser utilizada de forma preventiva!! Ou seja, não é preciso que o animal tenha algum problema de saúde. Ele pode, por exemplo, utilizar os métodos para fortalecimento muscular, se for um animal atleta ou bastante ativo, para prevenir futuras lesões e desgastes articulares. Se eu soubesse disso antes...

E, ao contrário do que eu pensava, a fisioterapia não se limita somente aos exercícios em esteira ou piscina não! (bem que eu gostaria de ficar numa piscininha o tempo todo ehehe). São usados também aparelhos de laserterapia, magnetoterapia, fototerapia, eletro estimulação transcutânea, eletroestimulação muscular, neuro recrutamento muscular, hidroterapia cinesioterapia e termoterapia.  Affeeeee quanta coisa, né?!

E ainda podemos fazer exercícios super simples com comandos como “Senta e levanta” que, além de fortalecer a musculatura, fortalece também a comunicação “dono x animal”.

Exercícios de movimentação

Exercícios de fortalecimento
video

Bom, no meu caso – problemas articulares e ortopédicos -, até o momento, eu e o Tio Wendel (meu fisiatra – que chique!), utilizamos métodos e aparelhos que atuam no controle da dor e no aumento da minha resistência muscular.

Nas primeiras sessões, sempre que o tio Wendel chegava em casa, eu estava em crise, com muita dor e manqueira. Então, ele usava um aparelho chamado TENS. É uma caixinha com alguns fios que, ligados às partes doloridas do meu corpo, através da eletroestimulação, me proporcionava analgesia e relaxamento muscular utilizando diferentes frequências de onda. Eu até cochilava.... Mas eu roncava mesmo era quando ele fazia massagem e alongamento. Ehehehe

Agora, que já estou me sentindo melhor, estamos conseguindo, aos pouquinhos, introduzir a Cinesioterapia, através de exercícios de fortalecimento muscular com o auxílio de tábua de equilíbrio e também movimentações com base em comandos.

Bom, vou deixar quem realmente entende do assunto falar um pouquinho... vejam o que diz o Tio Wendel nessa entrevista que fiz com ele:


1)      Tio Wendel, me diz uma coisa, qual é mesmo o objetivo dessa tal de Fisioterapia Preventiva?

O objetivo da Fisioterapia preventiva é preparar de maneira controlada a condição dos músculos, articulações, Ligamentos, tendões e sistema cardiovascular para a prática de esportes ou exercícios que exijam maior esforço pelo animal, tornando estes menos propensos a desenvolverem lesões relacionadas ao esforço físico.

2)      Ela é indicada para quais animais? No caso dos caninos, como eu, existem raças mais indicadas?

Bom, a fisioterapia pode ser aplicada em diversas espécies e no caso dos caninos não existem raças mais indicadas do que outras, ou seja, todas as raças se beneficiam do tratamento.

3)      Quais os principais exercícios / terapias utilizados?

Dentro da especialidade podemos citar alguns dos principais exercícios como o alongamento de grupos musculares, para manter estes saudáveis e preparados para o exercício além de manter a amplitude de movimento das articulações.

Para fortalecimento muscular: o uso de faixas elásticas (Thread band), exercícios controlados em solo e o uso da Hidroesteira conferem o fortalecimento muscular com baixo impacto nas articulações.

4)      E quanto aos benefícios, quais os principais notados num cão?

 No cão que tem o acompanhamento fisioterápico é notável a maior disposição para o exercício e sua resistência a este. Mas o que devemos lembrar é que este animal será menos propenso a desenvolver lesões relacionadas ao exercício.


O Dr Wendel Lemos Passiani é Médico Veterinário Fisiatra, com CRMV: 30031, Pós Graduado em Fisioterapia Veterinária e atuou em centros de referência em São Paulo e também através de atendimentos particulares. Contato: vet.wendel@gmail.com

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Carnaval Radical


Pronta pra folia: seu nome é ALEGRIA
 
E o mês de fevereiro tem carnaval... como não poderia deixar de ser, a folia da Turismo 4 Patas tinha que ter muita aventura, natureza e diversão... uma verdadeira folia para cães e donos.
E assim foi o nosso mês carnavalesco... começou com um rafting e terminou com um boiacão, passando por um water trekking animal, tudo isso nas águas do Rio Juquiá.
Foi na cidade de Juquitiba, a cerca de 70 km da capital paulista, mais precisamente na base Rio Abaixo Rafting, nosso parceiro operacional, que realizamos os eventos Pet´s Adventure 24 e Pet´s Adventure 25, respectivamente.
Nem vamos nos prolongar nos relatos porque temos a certeza de que as imagens e os vídeos que preparamos já traduzem exatamente o clima que dominou nos dois eventos: Alegria total!!
Que o diga a nossa mascote, né Alegria?! ;-)
 
Turismo 4 Patas

    Pet´s Adventure 24  

 
Equipados….
 
… posicionados…


… Rio Abaixooooo!!!


Matilha Radical!
 
 
Clique Aqui e veja mais fotos deste evento na Galeria do Flickr do Portal  Fotos: Larissa Rios (Turismo 4 Patas), Nativos do Vale, Carolina Mello, Miriam Aparecida


  Pet´s Adventure 25

 

Iupiiiii!

 
Instruções e largada!

 
Water Trekking

  
 
 
 

Tem colinho e chameguinho

 
 
Agora é a vez do boiacross…

 
 
Todos em suas bóias… peraí, não é essa não!!! rsss

 
 
Instruções e segurança de apoio



  
Será que eles curtiram?!
 

Olha só que visual!
 

Fotos: Larissa Rios (Turismo 4 Patas), Nativos do Vale, Fanny Catelli, Carolina Mello


Clique Aqui e veja mais fotos deste evento na Galeria do Flickr do Portal


  E veja ainda nossos vídeos no nosso CANAL DO YOU TUBE  

Apoios:
Revolution - Cerenia - Brother´s Dog - Dog´s Care - Keldog - Panela da Bela - Wouf Store - Capym Store - Pet Games - Surya Brasil - Mug Boss

   
OBS: Não é permitida a utilização, reprodução ou cópia – total ou parcial – de texto e imagens deste Blog sem a autorização do autor