sábado, 4 de outubro de 2008

Sou Doadora, Salvo vidas

Teste para doadora

.
Cá estou eu, toda orgulhosa da minha nova posição: agora sou DOADORA VOLUNTÁRIA DE SANGUE CANINO!!!

Eu já tinha ouvido falar sobre isso. Tenho alguns “aumigos”, uma galerinha legal do Orkut, que já participam há um tempão….via sempre nas páginas da Mel e do Bóris, do Francesco….mas minha dona nuca havia me levado. Resolvi pedir a ela e, não só topamos participar dessa ação tão importante, como também resolvemos fazer uma campanha dentre os meus “aumiguinhos” lá do Ibira. E não é que deu certo?!!
.
.
 
É rapidinho e não dói nada
.
 
a minha aumiguinha Naomi
.
No dia da coleta de sangue para os exames iniciais (para certificarmos de que poderíamos ser doadores), além de euzinha, a Cindy, a Liló, a Maggie e a Naomi também participaram. Acho que teve mais, mas devem ter ido mais tarde…eu fui logo de manhãzinha.

Foi super rápido e nem doeu nada…ainda ganhei uns biscoitinhos.

Uns 3 dias depois, a minha dona recebeu um telefonema dizendo que deu tudo bem nos meus exames. Ah, isso eu já sabia!!! Sou uma garota super saudável. Estava apta a doar o meu sanguinho.

Na data marcada para a campanha, fomos lá para o Hospital Veterinário da Universidade Anhembi Morumbi. Andamos perdidas, meio às voltas (a minha dona é uma desorientada no trânsito!!! Rsss). Eu já estava estressadíssima. Afinal, queria doar logo e me mandar para o parque. Quando finalmente chegamos lá, fomos recepcionadas pelos vets e até encontramos a Naomi – ela já estava entrando na sala de doação. E o Ravel e o Thor também.

Eu estava um pouquinho agitada. Por isso, nos colocaram (a mim e minha dona) em uma salinha mais reservada e deixaram um pacote de biscoitos caninos bem ali…em cima da mesa!!! Kakakaka….nem precisa dizer que eu me acalmei rapidinho, né?
.

Olha o saquinho de biscoitos logo ali, na mesa ____ ___ Rodeada de carinho ________

Impressiona, mas não dói e depois ainda tem muitos miminhos


Exibindo a minha contribuição....ôpa, alguém mostrou um biscoito aí?
.
Finalmente nos chamaram para a sala de doação. Nossa, quantas “tias” e “tios”!!! Todo mundo ali, à minha volta, me segurando e fazendo carinhos….Não demora muito, só um pouquinho. Alguns donos ficam um pouco impressionados porque a retirada do sangue é feita através de uma veia no pescoço. Os vets explicam que é bem melhor, o sangue flui mais rapidamente e não nos machuca, já que essa veia é mais grossa que a da nossa patinha. E eu posso garantir, não senti dor alguma…até cochilei e depois nem queria me levantar!!! Ganhei vários elogios (disseram que sou tranquilinha, meiga….sou mesmo!! Ahahaha) e ganhei também alguns presentes de empresas que estavam por lá. Além de guloseimas, claro!!
.

No final, encontro com o Francesco
.
Orgulhosa da minha camiseta
.
Quando saímos de lá encontramos o Francesco. E, algum tempo depois de andarmos perdidas novamente (faz parte!!), chegamos ao parque onde pude brincar e exibir a minha camiseta de doadora…feliz da vida.
Se você e o seu peludo também querem ajudar a salvar vidas, saiba mais sobre o Banco de Sangue Canino e as Campanhas de Doação:

Doação Voluntária de Sangue Canino

O Hospital Veterinário da Universidade Anhembi Morumbi promove a III Campanha de Doação de Sangue Canino, para o Banco de Sangue Veterinário da Universidade.

A proposta do Banco de Sangue Veterinário é garantir ao animal que será submetido a uma transfusão de sangue, um material de qualidade. Para isso, o Hovet seleciona os animais doadores e efetua a coleta adequada de sangue total. Após esse procedimento, realiza-se o processamento das bolsas coletadas para obtenção dos vários componentes sangüíneos (papa de hemácias, plasma fresco congelado, concentrado de plaquetas, entre outros), além da realização do teste de compatibilidade e a pesquisa no sangue dos animais doadores para identificação das principais doenças infecciosas, transmissíveis por transfusão.

A gente nunca sabe o dia de amanhã. Assim como nós, humanos, os animais também estão sujeitos a acidentes e casos emergenciais. E é muito gratificante saber que o nosso mascote forte e saudável pode ajudar outro mascote a superar um momento difícil.

Um animal pode precisar do Banco de Sangue Veterinário em casos de grande perda sangüínea causadas por: Atropelamentos, intoxicações, câncer, doenças transmitidas pelo carrapato, cirurgias, entre outras circunstâncias.
.
SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO PODE SALVAR VIDAS. FAÇA DELE UM DOADOR.
.
Quem pode ser doador?
O cão doador deve preencher os seguintes requisitos:
- Apresentar temperamento dócil;
- Ter mais de 27 Kg ;
- Ter idade entre 1 e 8 anos;
- Estar vacinado e vermifugado;
- Estar clinicamente sadio;
- Não estar prenhe.


Quais os benefícios aos doadores?
Os animais doadores ganharão avaliação clínica periódica com análise da condição corpórea geral e realização de exames laboratoriais, como hemograma completo, bioquímico e sorologia para as principais doenças transmitidas pelo sangue.
O doador receberá um certificado atestando a sua saúde. A doação de sangue será realizada a cada 2 (dois) meses, não oferecendo riscos para os animais.
No momento de cada doação serão realizadas as avaliações físicas e laboratoriais, garantindo um acompanhamento médico constante e possibilitando a identificação de doenças incubadas que ainda não apresentaram sintomas clínicos.
Além da monitoração da saúde, seu animal estará contribuindo para salvar vidas.

Como será o processo de doação?
Os candidatos serão selecionados em duas etapas: a avaliação inicial e a completa.
Na avaliação inicial será considerada a condição corpórea geral, peso e a quantidade de glóbulos vermelhos (hematócrito). Os animais que apresentarem valores no intervalo de normalidade serão convocados para a segunda etapa: a avaliação completa. Nesta avaliação será coletada nova amostra de sangue para realização do hemograma completo e a contagem de plaquetas.
Por uma alíquota de soro será monitorado a função hepática, renal e o perfil metabólico por meio de exames bioquímicos, além de testes sorológicos para as principais doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue. Dessa forma, o doador será avaliado e monitorado constantemente para as principais enfermidades que acometem os animais, tudo isso sem custo ao proprietário.
.
Participe!! O seu peludo pode salvar vidas!!

Maiores informações: (11) 2790-4693 ou site do Hospital Veterinário da Universidade Anhembi Morumbi

Fonte: site Hospital Veterinário da Universidade Anhembi Morumbi 


video

2 comentários:

  1. Cléo eu fiz 2 aninhos!!!!!Passa depois no meu blog e olha meus videos tem um video muito simplesinho do parabéns e muitas fotos legais!bjs da sua grande Fã Laura

    ResponderExcluir
  2. Cléo, muito obrigada pelas dicas, vou levar minha Trixie para se tornar doadora também!!
    Super beijo da Trixie (labrador).

    ResponderExcluir